As Nossas Razões

Caro Amigo(a),

O GEECD engloba profissionais de diversos campos do conhecimento reunidos pelo interesse comum nesta área do saber: o envelhecimento cerebral e a sua patologia.

É pois um campo de encontro para troca de informação e base para unir interesses científicos, na investigação e no ensino e, como corolário natural, na prática clínica.

Ao longo dos anos, a nossa reunião anual, na informalidade que se lhe reconhece, permitiu aumentar o grupo de interessados e manter viva a multidisciplinaridade no âmbito das neurociências.

Na última reunião uma vez mais se apelou à colaboração dos vários grupos, no sentido de melhorar a sua massa crítica e usar a sinergia de esforços para obter melhores e mais rápidos resultados.

Por entender que o interesse do GEECD é grande e não pode eclodir apenas sazonalmente numa reunião, trago-lhe esta proposta de intercâmbio mais frequente disponibilizada por um portal próprio e por uma newsletter que a espaços venha estimular o seu, o nosso, espírito de grupo.

Para isso e desde já o convido a colaborar. Colaborar divulgando aos outros membros e a não membros o nosso portal. Colaborar enviando-nos informação da sua actividade, ou a actividade do grupo de trabalho em que está integrado. Colaborar enviando-nos notícias actualizadas e relevantes da sua área de conhecimento. Colaborar dando-nos conta de resultados de investigação, reuniões ou avanços terapêuticos. No Grupo conhecer melhor uma proteína, um teste psicológico ou a acção de um medicamento são igualmente importantes.
Em si e pela informação cruzada que permitem.

Ao dar conhecimento de si e da sua actividade certamente outros se sentirão estimulados a colaborar ou também darem conta do seu trabalho, e a pouco e pouco iluminarem o nosso conhecimento.

Se concretizarmos este novo passo de desenvolvimento do Grupo, creio estarmos a prosseguir na ideia de fraternidade científica, multidisciplinaridade e colaboração desejada por Carlos Garcia ao lançar os fundamentos do GEECD.

 


Celso Pontes
Presidente do GEECD

O Grupo de Estudos de Envelhecimento Cerebral e Demências


geecd, Geecd, GEECD, envelhecimento cerebral, demência, neurologia, Alzheimer, envelhecimento, grupo, Portugal, portugal, cerebralO Grupo de Estudos de Envelhecimento Cerebral e Demências (GEECdem) foi fundado pelo Professor Carlos Garcia em 1985. Nos anos subsequentes realizaram-se reuniões do Grupo, em geral no centro do país, com número crescente de participantes e de apresentações científicas. Foi-se definindo o carácter abrangente, intrinsecamente amistoso e multidisciplinar do Grupo, envolvendo neurologistas, psiquiatras, psicólogos, clínicos gerais, enfermeiros, sociólogos, assistentes sociais, farmacêuticos, biólogos, bioquímicos, entre outros profissionais interessados nos temas ligados ao envelhecimento cerebral e demências.

O GEECdem foi legalmente constituído em Associação por escritura notarial lavrada em Lisboa, em 31 de Maio de 2000. Na reunião de Junho do mesmo ano, no Luso, foi eleita a primeira direcção formal, presidida pela Professora Catarina Oliveira, a quem sucederia em 2002 a Professora Carolina Garrett, em 2004 a Professora Manuela Guerreiro, em 2006 a Professora Isabel Santana, e mais recentemente, em 2008, o Dr. Celso Pontes, actual presidente.

Entre as iniciativas do GEECdem, serão de salientar a realização do Inquérito de Demências junto dos clínicos gerais, a preparação e publicação do livro Escalas e Testes na Demência , agora na sua 2ª edição, e a instituição das Conferências Carlos Garcia, através das quais o Grupo homenageia anualmente a memória do seu fundador prematuramente falecido.

geecd, Geecd, GEECD, envelhecimento cerebral, demência, neurologia, Alzheimer, envelhecimento, grupo, Portugal, portugal, cerebralAo longo da sua existência, o GEECdem assistiu ao crescimento extraordinário do interesse na área da doença de Alzheimer e das demências, em particular no esforço de investigação, no número de publicações científicas, no reconhecimento e preocupação por parte da população em geral, no investimento da indústria farmacêutica, no financiamento de instituições públicas e privadas. Também o GEECdem evoluiu, de um pequeno grupo de especialistas para um forum onde se encontram anualmente mais de cem participantes interessados na área do envelhecimento cerebral e demência.