Actualização em Genética das demências

 

Consulte aqui o documento

Minireview - Recent developments in Alzheimer's disease therapeutics

* Corresponding author

 

Abstract

 

Alzheimer's disease is a devastating neurological disorder that affects more than 37 million people worldwide. The economic burden of Alzheimer's disease is massive; in the United States alone, the estimated direct and indirect annual cost of patient care is at least $100 billion. Current FDAapproved drugs for Alzheimer's disease do not prevent or reverse the disease, and provide only modest symptomatic benefits. Driven by the clear unmet medical need and a growing understanding of the molecular pathophysiology of Alzheimer's disease, the number of agents in development has increased dramatically in recent years. Truly *disease-modifying' therapies that target the underlying mechanisms of Alzheimer's disease have now reached late stages of human clinical trials. Primary targets include beta-amyloid, whose presence and accumulation in the brain is thought to contribute to the development of Alzheimer's disease, and tau protein which, when hyperphosphorylated, results in the self-assembly of tangles of paired helical filaments also believed to be involved in the pathogenesis of Alzheimer's disease. In this review, we briefly discuss the current status of Alzheimer's disease therapies under study, as well the scientific context in which they have been developed.


Consulte aqui o documento integral

Autodeterminação do doente com demência e capacidade testamentaria


Acerca do problema da autodeterminação do doente com demência e da capacidade testamentaria, um importante e interessante artigo em que colaborou o Dr. Horácio Firmino:

International Psychogeriatrics (2009), 21:1, 7–15!C 2008
International Psychogeriatric Association
.


Ver resumo

Fármacos actuais poderão retardar a deterioração cognitiva em direcção à Doença de Alzheimer


Uma boa parte da investigação científica actual tem sido centrada no diagnóstico precoce da Demência, nomeadamente da Doença de Alzheimer. A busca de factores associados indiscutivelmente com a doença em causa e, por isso, de grande utilidade diagnóstica – os chamados “biomarcadores” – tem produzido resultados muito interessantes nos últimos anos, fornecendo o substrato para a criação de uma nova proposta de critérios de diagnóstico de DA no âmbito da investigação clínica (ver Dubois B, et al. Lancet Neurology 2007;7:734-746).

Read more: Fármacos actuais poderão retardar a deterioração cognitiva em direcção à Doença de Alzheimer

Dieta mediterrânica baixa o risco de deterioração cognitiva


Um estilo de vida saudável, nas suas várias vertentes, é uma boa maneira de combater variadas doenças, como alterações vasculares, cancro e demência. Uma das estratégias possíveis neste sentido é o seguimento de uma dieta mediterrânica (DiMe), como recentemente demostrado num estudo publicado na prestigiada revista Archives of Neurology.

Read more: Dieta mediterrânica baixa o risco de deterioração cognitiva